Alex Testoni anuncia investimentos na área de fisioterapia da saúde pública de Ouro Preto

A prefeitura de Ouro Preto do Oeste, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semsau), investiu em novos equipamentos fisioterápicos no Centro de Saúde Ana Nery, localizado no Jardim Aeroporto, a fim de humanizar o atendimento, e o acompanhamento a pacientes que fazem tratamento na área de ortopedia na unidade pública de atendimento.

São 24 novos equipamentos e acessórios que vão permitir um atendimento mais completo com eletroterapia e fototerapia para a população assistida, tais como: aparelho de laser infravermelho, aparelho de ultrassom digital, infravermelho de mesa, aparelho massageador fisioterápico, inalador ultrasônico, massageador profissional, cadeira para massagem ergonômica, bicicleta ergométrica, mesas equipadas e aparelhos de exercícios, entre outros.

Os equipamentos adquiridos pela administração vão melhorar a vida de pessoas que sofrem algum tipo de disfunção músculo-esqueléticas, e buscam a reabilitação física. O prefeito Alex Testoni (PSD), foi ao Centro de Saúde conferir os equipamentos, e avalia que a gama de pessoas que é atendida no local será mais bem assistida a partir dessa aquisição. “Os novos equipamentos vão permitir o tratamento e prevenção de sequelas nas áreas de traumato-ortopedia, neurologia adulto e infantil, pneumonia e uma série de complicações, além de reabilitação pelo treino de marcha, coordenação e equilíbrio”, detalhou o prefeito Alex Testoni.

O prefeito destacou que para humanizar o atendimento na área de ortopedia, a administração muniu o Centro de Saúde Ana Nery de um médico ortopedista, três fisioterapeutas e profissionais de apoio que atendem uma gama da população que recorre à saúde pública municipal. A unidade também conta com ginecologista, psicólogo e dois clínicos gerais.

Segundo Rogério Fernando, administrador do Centro de Saúde, o ortopedista e os fisioterapeutas são os profissionais mais requisitados pela população, mas há uma preocupação com a demanda de pacientes de outras cidades, que se deslocam para o Centro de Saúde de Ouro Preto. “Hoje a gente atende pessoas de Ouro Preto e de outras cidades da região que vêm encaminhadas por médicos para atendimento na especialização de ortopedia”, relata.

Segundo o administrador, o alto número de pacientes de fora sobrecarrega o atendimento no Centro de Saúde, aumentando o tempo de espera dos pacientes locais, e prejudica o trabalho da equipe de atendimento em domicílio a pacientes que não podem se deslocar ao Centro de Saúde Ana Nery

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.