ALEITAMENTO MATERNO E MASTITE: QUAL O PAPEL DO FISIOTERAPEUTA

Fisioterapeuta, chegou o Fisio.app | Aplicativo para fisioterapeutas. Baixe agora mesmo em www.fisio.app,

Dra. Ana Carolina Rodarti Pitangui de Araújo (PE)
Professora Associada do Curso de Fisioterapia e do Programa de Pós-graduação em Reabilitação e Desempenho Funcional da Universidade de Pernambuco – UPE/Campus Petrolina; e do Programa Associado de Pós-Graduação em Enfermagem UPE/UEPB.

Contextualização: Os fatores que interferem na continuidade da amamentação são relacionados à produção láctea, fatores psicossociais, situação nutricional e de satisfação da criança, estilo de vida e condição de saúde da mulher e, ainda, a presença de dor ao amamentar e dificuldades com o posicionamento e pega da criança. Estima-se que 80% a 96% das mulheres já experimentaram algum grau de dor. As lesões mamilares são um desafio para os fisioterapeutas.

Desenvolvimento: Em revisão do Cochrane conduzida por Dennis e colaboradores (2014) sobre intervenções para tratamento da dor mamilar, foi concluído que não há evidencia suficiente que suporte o uso de gel de glicerina, conchas mamilares ou lanolina na melhora da dor. O posicionamento incorreto da mãe e da criança durante o aleitamento materno, preensão, sucção e deglutição incorretas da criança estão associados ao desmame precoce. A maioria dos casos pode ser resolvida modificando o posicionamento e a pega do bebê, enquanto mulheres com mastite e candidíase mamária podem se beneficiar de medicação antibacteriana e antifúngica. A adoção de outras terapias, como o laser de baixa potência, tem sido recomendada. Contudo, os estudos são incipientes para recomendar qualquer intervenção.

Considerações finais: A orientação prévia pelo fisioterapeuta é uma estratégia para promover o enfrentamento durante todo o período perinatal, ajudando a manter o aleitamento materno e evitando futuras inseguranças. É importante prevenir o trauma e dor no início do pós-parto. Esta apresentação visa abordar a qualidade metodológica dos estudos clínicos e revisões sistemáticas sobre o tema para respaldar a prática dos tratamentos baseados em evidencia.

Leitura complementar:

Dennis CL, Jackson K, Watson J. Interventions for treating painful nipples among breastfeeding women. Cochrane Database Syst Rev. 2014;(12):CD007366. doi:10.1002/14651858.CD007366.pub2.

Berens PD. Breast Pain: Engorgement, Nipple Pain, and Mastitis. Clin Obstet Gynecol. 2015;58(4):902-914. doi:10.1097/GRF.0000000000000153.

Coca KP, Marcacine KO, Gamba MA, Corrêa L, Aranha AC, Abrão AC. Efficacy of Low-Level Laser Therapy in Relieving Nipple Pain in Breastfeeding Women: A Triple-Blind, Randomized, Controlled Trial. Pain Manag Nurs. 2016;17(4):281-289. doi:10.1016/j.pmn.2016.05.003.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.