Aconteceu na Clínica – A culpa era do quadril

Fisioterapeuta, chegou o Fisio.app | Aplicativo para fisioterapeutas. Baixe agora mesmo em www.fisio.app,

Quem não se lembra daquele máximo exemplo de Kapandji que a pelve é um barquinho e a coluna seu mastro? Kapandji era um autor excepcional, a gente lê, olha as imagens e começa a pensar e imaginar, quem disse que na fisioterapia não tem umas viagens? Porém, tem uma lógica excepcional, a biomecânica jamais foi tão bem representada. Único defeito de Kapandji era não ser fisioterapeuta. Então nos cabe, assimilar tudo isso e colocar na prática clínica. Somos verdadeiros transdutores da biomecânica.

Quando a pelve e o fêmur não estão bem conectados em sua função de sustentar o corpo, por diversos motivos, seja osteoartrose, osteoartrite, tendinopatias, etc e tal, quando há um desarranjo muscular, com disposições conflitantes de forças, esse barquinho ilustrado por Kapanji irá navegar por águas turbulentas. Nesse caso a coluna terá que aguentar essa demanda. O paciente geralmente apresenta dores na região inguinal, na região dos glúteos podendo inclusive chegar até os joelhos, mas certamente chegará até a coluna.

As ordens dos fatores também pode inverter, acontecer um problema no mastro ( coluna), estar afetando a pelve. Em suma, o alinhamento dinâmico da pelve por possível fraqueza de glúteo máximo e médio irá estar apresentando em um leve “rebolado” na marcha, que não tem nada de sensual. O sinal de Trendelemburg, quadril contralateral a perna no solo tende a descer, então o corpo tentando se equilibrar precisa compensar com uma inclinação do tronco.

Estes casos são bem comuns, e acontecem muito no dia a dia da clínica. A boa notícia é que em muitos deles é fácil de resolver, é muito satisfatório também pois o paciente se reencontra com seu corpo, ele aprende a conhecer o funcionamento de seu organismo, importantíssimo o paciente entender o porque de suas dores, assim como nós fisioterapeutas que não podemos brigar com os galhos, mas ir na raíz do problema.

1 comentário em “Aconteceu na Clínica – A culpa era do quadril”

  1. Muito bom! E às vezes acontece da pessoa achar que tem algum problema no intestino, pela dor intermitente, e descobre depois de inúmeras consultas e exames que a raiz do problema está no quadril. Por isso, a importância de avaliar a pessoa num todo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.