A importância da fisioterapia preventiva

A maioria das pessoas, dentre essas, os corredores, acreditam que a fisioterapia tem importância e deve ser buscada apenas como o tratamento para uma lesão já instalada. Atualmente este conceito está deixando de ser realidade e está dando espaço para uma parte preventiva desta ciência, a qual trata os pacientes através de agentes naturais e terapêuticos.

O objetivo da fisioterapia preventiva é evitar que o corredor sofra uma lesão, melhorando assim seu desempenho e rendimento durante os treinos e as competições. A rotina da corrida expõe o corpo a sobrecargas, repetições de movimentos, e consequente compensação e aplicação de forças excessivas as quais podem trazer graves prejuízos.

Para que o fisioterapeuta esteja habilitado a realizar esta prevenção, é indispensável que conheça a fundo o esporte em questão, no caso a corrida. Baseado na avaliação do atleta, o profissional poderá enxergar possíveis pontos que a curto ou até mesmo longo prazo, poderá desencadear uma lesão. Alguns dos pontos avaliados a fim de mapear o atleta são: postura, tipo de pisada, força e resistência muscular.

Dentre as técnicas utilizadas para este trabalho preventivo, podemos mencionar os alongamentos, terapias manuais como a osteopatia, crioterapia (utilização de gelo), termo e eletroterapia entre outras. Além disso, o profissional deve orientar o corredor quanto a alongamentos, o uso do gelo, técnicas para melhorar a postura, a passada, como diminuir o gasto de energia e o impacto nas articulações, tênis adequados e um correto descanso para o corpo.

Prevenir sempre é a melhor solução. Além do fisioterapeuta, outros profissionais como nutricionistas, educadores físicos e médicos são muito importantes no acompanhamento do corredor junto ao alcance de seus objetivos.

Felipe Vellozo

Fonte: http://www.aqueceevai.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.