A Fisioterapia reabilitando sonhos e restaurando a esperança

Meu nome é Vanessa, tenho 23 anos e sou acadêmica do curso de Fisioterapia da UNIPAC de Barbacena.

Há um mês, iniciei meus estágios na Clínica Escola Vera Tamm de Andrada, da universidade.

DSCN9003

Dizem que nós, seres humanos, tememos aquilo que nos é desconhecido, e a expectativa pelo primeiro contato com um paciente me apavorava!

E se eu não soubesse o que fazer?

E se eu descobrisse que não sou apta aos cuidados com outras pessoas?

E se eu tivesse feito a escolha errada?

Indagações da minha consciência, que me fizeram perder o sono, em diversas ocasiões.

Tive que enfrentar esses anseios.

Ao segundo dia como estagiária, me deparo com uma idosa de olhar doce e desconfiado, cadeirante, apresentando um quadro de má circulação nos membros inferiores, poucos movimentos, com a pele fria e escurecida.

Sua filha relatava que dona Joana – a senhora em questão -, não conseguia colocar-se de pé há nove meses, dadas as fortes dores nos membros e era perceptível que sua saúde estava extremamente debilitada.DSCN9005

Que desafio!

Encaminhá-la ao setor de nutrição se mostrou uma medida eficaz, para modificar sua alimentação, que era carente de nutrientes essenciais, aprendi a trabalhar com a equipe multidisciplinar.

Iniciei o tratamento, e após alguns encontros, dona Joana já se mostrava mais sorridente e confiante, empenhada em ver resultados, além de melhora da temperatura e da coloração dos membros inferiores.

Podemos, ao decorrer de cinco sessões, progredir onde, com meu auxílio, ela se movimentava ao curso do tratamento ela já movia as pernas sem meu suporte!

A partir daí, ganhei segurança para colocá-la de pé, apoiada por minhas mãos.

Ah! Esse foi um dos dias mais felizes e gratificantes da minha vida!

Não pude conter a emoção… Ela mostrou a resposta para todas as minhas orações.

Naquele momento, todas as minhas incertezas esvaíram-se e eu pude descobrir, indubitavelmente, que fizera a escolha certa.

O sorriso que acende o olhar dela se reflete no meu, fazendo valer o esforço, o cansaço e a luta de cada dia.

Como essa história termina?

Com um único desejo: o de que ela jamais desista.

Que continue a vencer, evoluindo dia após dia.

E de que nossa próxima fotografia revele essa guerreira de pé, sem que outras mãos necessitem apoiá-la para tal.

À ela, meu muito obrigada, por permitir sentir essa emoção indescritível e transformar minha primeira experiência como futura fisioterapeuta, em momentos inesquecíveis.

Vanessa Nascimento de Faria, acadêmica do 7º período do curso de Fisioterapia da UNIPAC.DSCN9010DSCN9012

Se desejar, use os botões abaixo para compartilhar.

4 comentários em “A Fisioterapia reabilitando sonhos e restaurando a esperança”

  1. Viviane Elen Silva Ferreira

    Parabéns Vanessa! Não há dinheiro neste mundo que pague o prazer de ver o trabalho responsável apresentar um resultado tão positivo. Espero que minha vez chegue rápido, pois espero ansiosa por este momento.
    São de profissionais comprometidos que as pessoas precisam.

  2. Larissa Melo Sampaio

    Que lindo! Emocionei-me com o texto! Acho que ou me sentir assim como você, mas por enquanto ainda estou no 1º período. É isso que me atrai na Fisioterapia, ajudar os outros e ver a mudança na qualidade de vida do paciente.

  3. Vanessa Faria

    Obrigada, meninas!
    O que mais me conquista a cada dia na fisioterapia é o aprender. Descobri que estamos em constante aprendizagem, independente do período em que cursamos na faculdade.
    O contato com os pacientes – especialmente Dona Joana – me fez aprender que sou capaz de tudo, para dar a eles o melhor que posso ser.
    Desejo muita sorte a vocês, que iniciam o curso de fisioterapia e garanto uma coisa: não há profissão mais linda e gratificante nesse mundo, que a capacidade de ver esse sorriso nos lábios de quem precisa…

  4. Franciane Santos

    Que relato lindo Vanessa, parabéns! Sem dúvidas é muito gratificante ver a evolução de um paciente, principalmente se tratando de uma primeira experiência como estagiária. Os anseios e questionamentos são comuns, porém, sentir que o paciente confia em você e que estão juntos empenhados para um objetivo, torna o tratamento ainda mais eficaz e motivador. Essa profissão é linda, o sentimento de querer ver o melhor sempre, fica acima de tudo, de todo cansaço, de toda correria de provas e trabalhos, de viagens, enfim, Eu amo a Fisioterapia! Você é uma pessoa muito dedicada e inteligente, tenho certeza que o futuro será só sucesso!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.