A ATUAÇÃO DA GAMERTERAPIA COMO TRATAMENTO NA REABILITAÇÃO DO EQUILÍBRIO EM PACIENTES PÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO – REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

AURIMAR NEVES DOS SANTOS

Trabalho de Conclusão do Curso de Fisioterapia, Uninassau, para obtenção do título de Fisioterapeuta.
Orientador (a): Prof. Francisco Carlos Santos Cerqueira.

Prof. Francisco Carlos Santos Cerqueira.

DEDICATÓRIA
Dedico este trabalho principalmente a minha vó Alaíde (In memoriam), que foi a minha segunda mãe e a todos os que sempre me apoiaram, família, namorada, amigos e aos professores. OBRIGADO

AGRADECIMENTO
Agradeço primeiramente a Deus, pois sem Ele eu não teria conseguido, agradeço também a minha família, que sempre me apoiaram e me deram todo o suporte na faculdade e na vida, em especial a minha mãe Aparecida que sempre esteve do meu lado em todos os momentos, a minha vó Alaíde Alves (In memoriam), a minha namorada Barbara Kelly, que sempre me motivou, principalmente nas horas difíceis, aos colegas e amigos que fiz durante a faculdade, e, aos professores, que me mostraram que a Fisioterapia é uma profissão magnífica.
A todos vocês, o meu singelo, muito obrigado.

EPÍGRAFE
“Tudo posso Naquele que me fortalece”
FILIPENSES 4:13

RESUMO

O artigo tem como tema A atuação da Gamerterapia como tratamento na reabilitação do equilíbrio em pacientes pós-acidente vascular encefálico, AVE. Os dados são de natureza bibliográfica. O objetivo é aprender mais sobre o AVE, o déficit de equilíbrio causado pelo mesmo e analisar como a GAMERTERAPIA pode auxiliar no tratamento pós-AVE, principalmente quando usado na reabilitação do equilíbrio. Foram realizadas pesquisas nos bancos de dados SciELO, PUBMed e PEDro, tendo como critério de inclusão artigos publicados entre os anos de 2010 até 2020.

Palavras-chaves: Fisioterapia, AVE, GAMERTERAPIA

ABSTRACT

The article has as its theme The role of Gamertherapy as a treatment for balance rehabilitation in patients after stroke, stroke. The data are bibliographic in nature. The goal is to learn more about CVA, the balance deficit caused by it and to analyze how GAMERTERAPIA can assist in post-CVA treatment, especially when used in balance rehabilitation. Researches were carried out in the SciELO, PUBMed and PEDro databases, with the inclusion criteria of articles published between the years 2010 to 2020.

Keywords: Fisioterapia, AVE, GAMERTERAPIA

1. INTRODUÇÃO

O Acidente Vascular Encefálico (AVE), ou Acidente Vascular Cerebral (AVC), é uma doença neurológica, a qual ocorre por obstrução (AVE isquêmico) ou rompimento (AVE hemorrágico) dos vasos sanguíneos cerebrais provocando a morte na área cerebral que ficou sem circulação sanguínea.

Acomete principalmente os homens e é uma das principais causas de mortes no mundo todo, sendo também umas das principais patologias que mais causam incapacidade e internação.

As sequelas mais comuns causadas pelo AVE são hemiparesia e a hemiplegia no hemicorpo oposto ao lado cerebral afetado, tornando assim, dificultoso a realização de movimento, com isso, o paciente sofre alteração na marcha e principalmente no equilíbrio.

A Fisioterapia dispõe de várias técnicas para reabilitar pacientes pós AVC, com a finalidade de proporcionar uma melhor qualidade de vida para o paciente.

Conforme a tecnologia evoluí, vamos ganhando novos auxílios para ajudar e melhorar o tratamento fisioterapêutico, melhorando assim a eficácia do tratamento. Um exemplo, é a inclusão de vídeo games e dispositivos para auxiliar no tratamento.

A gamer terapia vem ganhando cada vez mais espaço na fisioterapia, cada vez mais surgem novos estudos comprovando a sua eficácia junto aos tratamentos convencionais para reabilitar o equilíbrio.

Será que o uso da tecnologia (gamer terapia) tem impactos positivos na reabilitação do déficit de equilíbrio?

O objetivo desse trabalho é analisar como a gamer terapia pode ajudar no tratamento da reabilitação do equilíbrio em pacientes pós AVC.

Esse trabalho tem como objetivos específicos falar sobre a fisiopatologia do AVC, relatar sobre o déficit de equilíbrio, apresentar a gamer terapia e os seus métodos e ver como ela auxilia no tratamento, assim, como destacar seus benefícios no tratamento.

A pesquisa será do tipo exploratória, descritiva e explicativa.

Será de natureza bibliográfica e se dará através da busca de dados em artigos, livros, plataformas de pesquisas de artigos acadêmicos, entre elas podemos citar a página PubMed, Pedro, Scielo e Latindex, além da biblioteca virtual da faculdade e outros documentos relacionados ao tema, entre o ano de 2010 até o ano de 2020, usando o idioma português.

2. DESENVOLVIMENTO

2.1 ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO

De acordo Organização Mundial de Saúde (OMS), o AVC ocorre quando a circulação sanguínea cerebral é interrompida, causando falta de oxigênio e glicose, ocasionando a morte. (Soares, 2011)

Existem dois tipos de AVC, o isquêmico e o hemorrágico. O AVC isquêmico é o mais comum e ocorre por perda do suprimento sanguíneo para uma região do encéfalo, devido à obstrução de uma ou mais artérias que o irrigam. A consequente escassez de fluxo sanguíneo cerebral priva o cérebro de glicose e oxigênio, prejudicando o metabolismo celular e levando à lesão e morte dos tecidos. (FERLA, 2015)

Já o AVC hemorrágico ocorre quando um vaso sanguíneo encefálico se rompe, gerando extravasamento de sangue para os tecidos. A hemorragia gerada aumenta as pressões intracranianas, levando à lesão dos tecidos cerebrais e restringindo o fluxo sanguíneo distalmente. (FERLA, 2015).

2.1.1 DÉFICTI DE EQUILÍBRIO EM PACIENTES COM AVE

Além de déficits no movimento dos membros, marcha e linguagem, o AVE ainda pode apresentar déficit de controle da mobilidade do tronco. O controle do tronco é uma das funções mais importantes, servindo de base para o movimento da maioria das atividades funcionais. A função dos músculos do tronco é um fator essencial para o equilíbrio, transferências, marcha e diversas funções (Melo, 2019).

O equilíbrio corporal é definido como a manutenção de uma postura com um mínimo de oscilação, mantendo durante a realização de uma atividade sem oscilação de movimento. O déficit de equilíbrio é um grave problema, pois, pode acarretar em quedas, levando o paciente a ter um agravamento da saúde. (Pereira, 2011).

Pacientes hemiplégicos apresentam déficit de equilíbrio, uma vez que esta função está diretamente ligada aos sistemas sensoriais (visão, vestibular, somassensorial) e motor (força e coordenação) e estes encontram-se comprometidos após um acidente vascular encefálico (FERLA, 2015)

2.2 GAMER TERAPIA

O avanço da tecnologia influencia positivamente na Fisioterapia, visto que os profissionais podem adaptar e desenvolver novas ferramentas para auxilia-los em seus tratamentos. Um desses recursos é a gamer terapia, um segmento da gamer terapia bastante usado é a realidade virtual (RV),

“A realidade virtual (RV) começou a ser usada como recurso terapêutico no Brasil na década de 1990, impulsionada pelo avanço tecnológico e por pesquisas desenvolvidas com sucesso no exterior. Atualmente, a RV, por meio de jogos, vem se mostrando uma ferramenta útil na avaliação e tratamento de indivíduos com diferentes acometimentos motores) ganhando força na área infantil pelo forte fator motivacional e lúdico, que estimula a adesão e aceitação do tratamento” (Cristina, 2019)

A gamer terapia vem ganhando bastante espaço na reabilitação do equilíbrio desde a criação do Kinect, dispositivo associado junto ao console Xbox que permite acompanhar o movimento em tempo real, porém, o console mais citado na literatura é o Nintendo Wii.

Para Batista et al. (2012), videogames podem ser utilizados na reabilitação de disfunções cinesiologicas, utilizando-se de um ambiente motivador para a reabilitação.

Existem diversos jogos que podem ser usados para auxiliar na reabilitação do equilíbrio, Rocha (2012) cita alguns, Dance Central, Kinect Adventures, Kinect Sports, Kinect Sports: Season Two, Kinectimals, Your Shape Fitness Evolved e UFC Personal Trainer.

Para Fernando Henrique (2011) o ambiente virtual, por meio de jogos, promove a interação do paciente, através das reações de equilíbrio proporcionadas pela sensação de experimentar ao indivíduo a sensação de experimentar uma realidade diferente.

2.3 GAMER TERAPIA COMO AUXILIO NA REABILITAÇÃO NO DÉFICTI DE EQILÍBRIO PÓS AVE

O programa de tratamento deve iniciar-se com a avaliação dos participantes, e, principalmente a aplicação de testes específicos, como, escala de Berg e time up and go (TUG). (Pereira, 2017).

Schiavinato et al., (2011), sugerem que o uso da game terapia propiciam um ambiente benéfico para a aprendizagem motora, além de oferecer feedback instantâneo para o paciente. Através da game terapia, é possível que o paciente interaja com uma realidade em três dimensões simulada em tempo real. Esse tipo de exercício estimula a repetição intensiva da tarefa proposta, alterna a dificuldade de execução e desenvolve categorias que suscitam a reorganização funcional do sistema motor. Isso ocorre através da ativação das áreas não lesadas ou recrutamento de redes alternativas, conhecida como neuroplasticidade (Cameirão, 2010).

Em sua pesquisa, Barcala et al. (2011) comparou os resultados de um treinamento de equilíbrio convencional com um treino no qual foi utilizado o Nintendo Wii Fit®. A pesquisa foi realizada com doze participante hemiparéticos com diagnóstico de AVE, foram feitos dois grupos, o primeiro usando apenas o tratamento convencional e o segundo usando o tratamento convencional e o Wii. Os pacientes eram avaliados pela EEB e pela estabilometria, para que fosse comparado a evolução de equilíbrio entre os dois grupos. O grupo Wii realizava 30 minutos de fisioterapia convencional e mais 30 minutos de exercícios de equilíbrio com a plataforma Wii Fit®. Os resultados mostraram que o treino utilizando biofeedback visual deu ao paciente maior controle do equilíbrio dinâmico e menos oscilações no equilíbrio estático.

2.4 ANALISE, DISCUSSÃO E RESULTADOS

2.4.1 ANALISE

No decorrer da pesquisa, pude analisar que cada vez mais vem sendo utilizado ambientes virtuais como forma auxiliar nos tratamentos fisioterapêuticos, um deles é a reabilitação do déficit de atenção. O ambiente virtual, como citado pelos autores promove a experiência de vivenciar uma realidade em três dimensões em tempo real, além de oferecer biofeedback instantâneo ao paciente, o que leva o paciente a acompanhar a sua evolução.

A pesquisa foi realizada nos bancos de dados SciELO, PUBMED, PEDro, foram encontrados muitos artigos, porém, a maioria sendo revisão bibliográfica. Os critérios de inclusão para a discussão foram, artigos entre 2010 até 2020, estarem na língua portuguesa e serem revisão sistemática. As palavras chaves usadas foram, FISIOTERAPIA, GAMERTERAPIA, REABILITAÇÃO e AVE.

2.4.2 DISCUSSÃO

Segundo a pesquisa feita por Magliani (2015), foi possível constatar que intervenções com jogos de videogame podem ser utilizadas de maneira segura e eficiente na reabilitação pós-AVE. O desfecho da pesquisa fortalece a hipótese de que o game Motion Rehab demonstrou ser mais uma forma de reabilitação eficaz.

Porém, Melo (2019) destaca que apesar de muitos autores relatarem um bom desempenho dos jogos na melhora de equilíbrio e marcha de pacientes com sequelas de AVE, a maioria afirma que mais estudos devem ser realizados para que se possa validar a utilização dessa forma de terapia, que no momento, pode ser utilizado como um recurso lúdico e motivador para auxiliar na reabilitação fisioterapêutica convencional.

Por fim, Pompeu fala que, apesar dos resultados positivos, ainda são necessários novos estudos com maior número de sujeitos e com métodos mais padronizados para facilitar a comparação entre os estudos.

2.4.3 RESULTADO

A partir dos dados coletados na pesquisa, o AVE é uma neuropatologia causada pelo entupimento ou rompimento de uma ou mais artérias que irrigam a região encefálica, causando a morte da região afetada.

Infelizmente o AVE é uma das patologias que mais deixam sequelas, entre elas, o déficit de equilíbrio, com isso, a Fisioterapia faz se fundamental no tratamento pós AVE.

Dentre os tratamentos fisioterapêuticos voltados para reabilitar o déficit de equilíbrio, a GAMER TERAPIA vem ganhando espaço, por ser um método lúdico, dinâmico e diferente do tratamento alternativo.

Os autores citados na discussão, falam que a GAMER TERAPIA pode auxiliar no tratamento, tornando parte da reabilitação, porém, não podemos falar em substituir o tratamento convencional.

3. CONCLUSÃO

O presente artigo discorre sobre a reabilitação do déficit de equilíbrio pós AVE, enfatizando o auxílio da gamer terapia no tratamento convencional.

Para tal, foram abordados os seguintes temas: AVE, GAMER TERAPIA e GAMER TERAPIA COMO AUXÍLIO NA REABILITAÇÃO NO DEFICT DE EQUILÍBRIO PÓS AVE.

De acordo com os autores citados, podemos ver que a gamer terapia vem crescendo cada vez mais, e que já vem sendo usada como auxílio na reabilitação no déficit de equilíbrio pós AVE, oferecendo assim, um tratamento mais dinâmico e diferente do convencional.

Concluo a partir dos estudos citados que a gamer terapia tem efeitos benéficos na reabilitação do equilíbrio e pode ser usada mais vezes como auxílio, porém, ainda é muito cedo para falar em substituição do tratamento convencional pela gamer terapia

4. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Almeida I. A. et al. Fisioterapia baseada no treinamento de dupla tarefa no equilíbrio de indivíduos com Doença de Parkinson. p.71-80, 2015 ISSN: 0103-4499

BATISTA, J. S. et al. Reabilitação de idosos com alterações cognitivas através do Nintendo Wii. Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano, Passo Fundo, v. 9, n. 2, p. 293-299, 2012.

CORRÊA, A. G. D. et al. Realidade virtual e jogos eletrônicos: uma proposta para deficientes. In: MONTEIRO, C. B. M. (Org.). Realidade virtual na Paralisia Cerebral. São Paulo: Plêiade, 2011. p. 93-108.

DIAS, T. S. et al. As contribuições da gameterapia no desempenho motor de indivíduo com paralisia cerebral. Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar, São Carlos, v. 25,n.3,p.575-584,2017.Disponívelem: . Acesso em: 31 ago. 2018.

Fontes P. A. (2018) Efeitos da gameterapia e do treinamento funcional no equilíbrio e na funcionalidade em pacientes com doença de Parkinson.

MENDES, CHARLES CORRÊA (2014). Implementação e avaliação de um sistema eletrônico para a monitoração de sinais associados ao equilíbrio corporal. Dissertação de graduação em engenharia eletrônica, Universidade de Brasília, Campus Gama, DF, 58p.

PIASSAROLI, C. A. P. et al. Modelos de Reabilitação Fisioterápica em Pacientes Adultos com Sequelas de AVC Isquêmico. Rev Neurocienc 2012;20(1):128-137

Kronbauer, A. H. Therapy Game: uma nova plataforma para auxiliar nas áreas de fisioterapia e terapia ocupacional. November03-06, 2015, Salvador, Bahia,

Ferla, F. L. et al. Fisioterapia no tratamento do controle de tronco e equilíbrio de pacientes pós AVC. Rev Neurocienc 2015;23(2):211-217

Barcala, L., Colella, F., Araujo, M., Salgado, A., & Oliveira, C. (2011). Análise do equilíbrio em pacientes hemiparéticos após o treino com o programa wii fit. Fisioterapia em Movimento, 24(2), 337-343

JE Pompeu, TH Alonso, IB Masson, SMA Pompeu, C Torriani-Pasin. Os efeitos da realidade virtual na reabilitação do acidente vascular encefálico: Uma revisão sistemática. 2014, vol. 10, n. 4, pp. 111-122

Martel, M. R. F. et al. Efeitos da intervenção com game na atenção e na independência funcional em idosos após acidente vascular encefálico. Fisioter Pesq. 2016;23(1):52-8

MELO, Ana Jéssica Oliveira. A utilização da gameterapia como recurso na reabilitação do equilíbrio pós acidente vascular encefálico. 2019. 36fls. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) – Faculdade Pitágoras de Fortaleza, Fortaleza, 2019

Rocha P. R. et al. Estudo da viabilidade da utilização do Kinect como ferramenta no atendimento fisioterapêutico de pacientes neurológicos. XI SBGames – Brasília – DF – Brazil, November 2nd – 4th, 2012

Sousa F. H. (2011) Uma revisão bibliográfica sobre a utilização do Nintendo® Wii como instrumento terapêutico e seus fatores de risco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.